À espera de estar preparada

    Ângela Barnabé
    Por Ângela Barnabé

    estar preparada

    Muitas vezes me apercebo que fico à espera de estar preparada. Quero que algo aconteça, sei que tenho que pôr ação para que tudo seja posto em movimento e se encaminhe, mas detenho-me, à espera…

    Vem a tentativa de controlar, vem o perfecionismo e eu fico embalada naquilo, sem nunca dar o primeiro passo.

    O que é engraçado é que a vida é perfeita e sabe bem das minhas intenções. De repente, sem que eu me aperceba, aquilo que quero vem parar às minhas mãos e eu tenho que agir, sentindo-me ou não preparada.

    Se eu resistir a isso, procurando preparar-me e duvidando das minhas capacidades, e não confiando no fluxo e processo da vida, as coisas passam por mim e eu não poderei usufruir de nada, nem aprenderei nada com a situação.

    Mas se eu aceitar todo esse processo, tudo parece magia. As coisas fluem e o “preparo” que eu esperava e que sempre esteve comigo, aparece por detrás do véu da dúvida e permite-me usufruir de todas as experiências.

    Se pensar em todas as oportunidades que apareceram na minha vida, sempre que eu dei o primeiro passo em relação a elas, tudo se desenrolou e as ferramentas que eu precisava surgiram.

    Não houve nenhum momento em que eu não tivesse a capacidade de lidar com o que quer que seja que me fosse apresentado. Existiram sim momentos, em que eu não confiei em mim e que desisti, com medo de não conseguir seguir em frente com os meus projetos.

    Ainda existem momentos em que eu sou dura comigo mesma e me questiono se estou preparada. Mas isso só acontece quando eu penso em vez de deixar fluir.

    Ângela

    Ângela Barnabé

    Ângela Barnabé

    A experienciar a viagem fantástica que é a vida!