Lições de janeiro de 2021

    Ângela Barnabé
    Por Ângela Barnabé

    mês de janeiro é sempre um mês especial para mim. Marca o início do ano e de certa maneira o início desta minha jornada, pois é o mês em que comemoro o meu aniversário.

    Foi sem dúvida um mês bastante diferente, devido a toda a situação que estamos a vivenciar, e talvez por isso tão rico em lições e aprendizagens.

    Partilho aquilo que me surge quando penso nestes 31 dias de janeiro:

    Nunca acontece aquilo que quero e isso é o melhor que pode acontecer: posso tentar argumentar comigo mesma sobre o facto de eu saber o que é ou não é bom para mim, mas a verdade resume-se a isto: a vida não me dá aquilo que eu quero, pois isso representa uma ínfima parte das infinitas possibilidades que existem e essa ínfima parte é muitas vezes desejada com base em expectativas e conceitos limitantes em relação à vida. Ao invés disso, é-me apresentado aquilo que preciso, que me permite crescer, mudar e expandir a minha consciência.

    Cada dia é especial: o meu aniversário foi comemorado de uma maneira diferente daquela que eu previa, mas por isso não deixou de ser um dia especial ( ver mais na reflexão acima). Mas a conclusão a que cheguei é que todos os dias são especiais e se não vejo as coisas desta maneira é porque estou a fugir da vida. Todas as oportunidades são boas para expressar a minha gratidão e o meu carinho. Todas as oportunidades são boas para fazer (e comer) um bolo. A vida deve ser uma celebração constante, pois todos os minutos em que estou viva são uma bênção.

    Obrigado Janeiro e bem-vindo Fevereiro!

    Ângela

    Ângela Barnabé

    Ângela Barnabé

    A experienciar a viagem fantástica que é a vida!