O estado de graça

    Ângela Barnabé
    Por Ângela Barnabé

    estado de graça

    Estar em gratidão é sem dúvida a melhor forma de usufruir de tudo aquilo que a vida me apresenta. Agradecer aquilo que tenho, agradecer o percurso que me trouxe até aqui, agradecer aquilo que virá; são tantos motivos para estar grata.

    É fácil saber se estou em estado de graça; basta ficar atenta àquilo que sinto e à minha forma de agir em relação aos acontecimentos. Se aceito o que está a acontecer e deixo tudo fluir estou em gratidão. Se resisto e quero as coisas à minha maneira a gratidão está bem longe de mim.

    É mais fácil agradecer do que reclamar, da mesma maneira que é bem mais fácil estar bem do que estar mal. É uma questão de escolha e só eu posso fazer essa escolha.

    Muitas vezes justifiquei a minha falta de gratidão pelo facto de agir automaticamente; tinha agido assim durante tanto tempo que agora a tendência seria sempre a ingratidão. Mas a verdade é que mesmo com uma tendência ainda presente, eu posso definir o que é mais importante e prioritário na minha vida.

    Se a minha primeira reação é reclamar ou resistir, eu posso mudar e fazer com que a ação seguinte seja a de gratidão. É uma questão de treino.

    Se eu justificar constantemente a primeira reação e me deixar levar por ela, será sempre a minha primeira resposta, enquanto que se eu mudar essa reação sempre que me apercebo está a tomar conta de mim, com o tempo a minha tendência será para agradecer em primeiro lugar.

    O estado de graça vem do sentir e não do saber. Quando se está em gratidão, quando se sente uma plenitude independentemente do que esteja a acontecer, a vida transforma-se e surgem mais motivos ainda para agradecer.

    Obrigado!

    Ângela

    Ângela Barnabé

    Ângela Barnabé

    A experienciar a viagem fantástica que é a vida!